top of page

Você sabe o que são Transtornos Alimentares?

Atualizado: 29 de jan. de 2020


O que são Transtornos Alimentares?

São alterações apresentadas no comportamento alimentar, onde o indivíduo pode alcançar a obesidade, emagrecimento excessivo e outros problemas relacionados ao físico, devido a apresentação de alimentação inadequada. Os transtornos alimentares podem estar ligados a cultura de determinados grupos, uma vez que sabemos que no ocidente a busca por um “corpo ideal” faz com emagrecimento potencialize as chances do desenvolvimento da anorexia e bulimia, principalmente entre jovens.

Quais são as causas dos transtornos alimentares? Os transtornos alimentares estão associados a fatores biológicos, psicológicos, familiares e sócio cultural. Por exemplo: A pressão exercida pela cultura, pelos padrões estéticos estabelecidos por grupos (moda/esporte/trabalho), juntamente com uma baixa auto-estima pode influenciar diretamente no desenvolvimento da anorexia ou bulimia. Assim como, aspectos biológicos também podem influenciar o apetite e a impulsividade por busca alimentos.

Em qual faixa etária os transtornos alimentares mais incidem? Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria a anorexia tem maior prevalência na adolescência. No entanto, estudos realizados nas ultimas décadas mostra que meninas de 9 a 11 anos também tem, com frequência, apresentado o transtorno. Já a bulimia tem maior incidência em mulheres próximas dos 20 anos de idade.

O que é Bulimia? Caracteriza-se pela compulsividade apresentada ao comer acompanhado da sensação de descontrole alimentar ingerindo grandes quantidades de alimento em um período curto de tempo. Desta forma, o indivíduo preocupa-se com o ganho de peso e adota como estratégia de compensação o udo de laxantes, diuréticos, vômito induzido, jejum, períodos de restrição alimentar, excesso de atividade física e dietas rígidas. Com a sua preocupação voltada a autoimagem e com medo de engordar, pode experienciar momentos de culpa, raiva e tristeza intensa.

O que é transtorno de compulsão alimentar periódica? O transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP) é um critério diagnóstico em avaliação pela Associação de Psiquiatria Americana, e está dentro dos chamados transtornos alimentares sem especificação. Neste caso, os indivíduos têm compulsões alimentares, ingerindo grandes quantidades de alimentos, em episódios onde apresentam uma perda do controle associado a vergonha, sentimento de culpa e depressãoO grande diferencial deste transtorno em relação à bulimia nervosa, é que aqui não existe nenhum tipo de compensação em relação aos episódios compulsivos. . Este transtorno é mais comum em indivíduos obesos e adultos. Pode também ser freqüente em pacientes com diabetes do tipo II. É importante salientar que um indivíduo pode ter compulsões eventuais e não necessariamente um diagnóstico de TCAP (que depende da freqüência dos sintomas e comportamentos associados), por isso o diagnóstico deve ser realizado apenas por um especialista. Muitos indivíduos não reconhecem este transtorno e acreditam apenas que são “descontrolados”, “compulsivos” e “indisciplinados”, quando, na verdade, um tratamento específico pode ajudá-los a tratar o transtorno e as questões de peso associadas.

Sim, são transtornos sérios, crônicos, que comprometem uma série de aspectos da vida do paciente, trazendo várias conseqüências à saúde e podendo até levar ao óbito em casos mais sérios (a anorexia é a doença psiquiátrica com a mais alta mortalidade). Estes transtornos exigem tratamento com uma equipe multiprofissional e em estágios mais avançados pode ser necessária uma internação prolongada, onde a pessoa reaprenda a comer, seja medicado de acordo com a avaliação psiquiátrica; mas são quadros tratáveis e que podem ter recuperação total. O tratamento destes quadros é, em geral, de longo prazo.

Como deve ser o Tratamento? Tanto a anorexia quanto a bulimia necessitam de um tratamento multiprofissional realizado por uma equipe especializada em transtornos alimentares. O tratamento ou terapia deve estar sempre associado a uma avaliação médica, psiquiátrica, psicológica e nutricional. Se o paciente apresentar um quadro já estabelecido, um tratamento focado em apenas um profissional ou terapia isolada não conseguirá ter os resultados esperados. O tratamento utiliza medicações (de acordo com avaliação clínica e psiquiátrica), psicoterapia (de grupo, individual, de família), orientação nutricional. Normalmente é feito num ambulatório ou consultório, e em casos mais graves, em regime de internação especializada.

A Aliança Espaço Terapêutico, oferece tratamento qualificado na abordagem da Terapia Cognitivo Comportamental e Gestalt Terapia com psicólogos em Bangu, temos certeza que podemos lhe ajudar. Entre em contato e agende uma consulta.


29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page